19/02/2018 - 11:04 | Economia

Títulos Públicos / Marcação na curva.

MERCADO FINANCEIRO

Boa Tarde;

Temos acompanhado de perto os movimentos no mercado de Títulos Públicos, como alternativas para o alcance, acompanhamento ou mesmo a superação da Meta Atuarial, de maneira à proteger os patrimônios dos RPPS e Fundações.

Longe da volatilidade da renda variável, os Títulos Públicos continuam sendo a possibilidade mais segura e consistente como diz o próprio artigo da Resolução 4604/2017:

A negociação de títulos e valores mobiliários no mercado secundário (compra/venda de títulos públicos) obedecerá ao disposto, Art. 7º, inciso “a” da Resolução CMN n° 4.604/2017.


 

Art. 7º. No segmento de renda fixa, as aplicações dos recursos dos regimes próprios de previdência social subordinam-se aos seguintes limites: I – até 100% (cem por cento) em: a) títulos de emissão do Tesouro Nacional, registrados no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (SELIC);


    Com um cenário de taxa de juros baixo, a busca da meta para os RPPS por exemplo tendo que atingir IPCA + 6%, torna-se um desafio quase que intransponível.


    As recentes alterações da portaria 402/2008, a 577 de dezembro de 2017 e a SPREV nº 4 de 05/02/2018 ( de semana passada ), ( todas em anexo), corroboram para que os RPPS assim como as Fundações já faziam, investirem os recursos diretamente em Títulos Públicos e agora podendo marcar na curva.


Para saberem mais como os RPPS podem ter acesso ao mercado de títulos públicos e não somente em Fundos, meu contato está abaixo.


A Uniletra CTVM ,trabalha na Compra e Venda de Títulos Públicos e operações compromissadas em todo o Brasil nos mercados Primário e Secundário, com uma equipe especializada para atender a RPPS e Fundações.


Mercado de Títulos Públicos conforme tabela ANBIMA de 14/02/2018:



*Destaque para as NTNF's (Pré-fixado) Data de vencimento 2023, 2025, 2027 e 2029 - Superando meta atuarial, Taxas indicativas acima de 9% a.a.

voltar