30/01/2018 - 11:44 | Economia

Para secretária do Tesouro, não há o que comemorar

Para secretária do Tesouro, não há o que comemorar

Para secretária do Tesouro, não há o que comemorar

  Mateus Bonomi/Folhapress  
BRASILIA, DF, BRASIL, 15-12-2017, 15h: Michel Temer, Presidente da República, promove nesta sexta-feira, 15 de Dezembro, a cerimonia de posse do Carlos Marun como o novo Ministro de Secretaria de Governo, com a presença de Antônio Imbassahy, Ex Ministro da Secretaria do Governo, e Eliseu Padilha, Ministro da Casa Civil, Cerimonia Realizada no Palácio do Planalto. (Foto: Mateus Bonomi/Folhapress, PODER)
 

MAELI PRADO
DE BRASÍLIA

30/01/2018 02h00

 

O governo teve despesas R$ 50 bilhões menores do que o previsto na regra do teto no ano passado, o que, além de ter sido crucial para um rombo R$ 34,6 bilhões menor do que a meta, permitirá ao governo gastar mais em 2018.

Desde o ano passado, o governo está sujeito ao teto de gastos, que limita os desembolsos à inflação do ano anterior. Em 2017, primeiro ano da regra, esse limite foi estipulado em R$ 1,309 trilhão.

Como a arrecadação de impostos só reagiu a partir do segundo semestre, entretanto, não houve tempo hábil para elevação dos gastos sujeitos à regra, que totalizaram R$ 1,259 trilhão em 2017.

Essa diferença entre o cálculo que entrou no Orçamento e o que foi efetivamente verificado possibilitará um alívio para as despesas deste ano, disse nesta segunda-feira (29) a secretária do Tesouro, Ana Paula Vescovi.

O órgão vinha alertando que, devido à necessidade de cumprir o teto, os investimentos, que já estão no menor nível em dez anos, poderiam ter que ser ainda mais compridos em 2018.

"A programação orçamentária sai nos próximos dias", disse a secretária, ao ser questionada se os R$ 50 bilhões a mais permitirão que os gastos não sejam bloqueados no início deste ano. "É um fator positivo para a regra do teto de gastos em 2018", disse.

O Tesouro divulgou nesta segunda que, no ano passado, as contas do governo fecharam com um resultado primário (receitas menos despesas antes do pagamento de juros) negativo em R$ 124,4 bilhões, segundo maior rombo da história.

Apesar do tamanho do buraco nas contas públicas, o deficit veio mais de R$ 30 bilhões abaixo dos R$ 159 bilhões negativos estipulados para o ano. Foi menor inclusive do que os R$ 139 bilhões da meta anterior, ampliada em agosto do ano passado.

É o segundo ano que a meta não é totalmente atingida. Em 2016, quando o rombo foi de R$ 161,3 bilhões, o objetivo era R$ 170,5 bilhões.

"Estamos falando de um deficit muito acentuado. Não há o que comemorar com um resultado de R$ 124 bilhões de deficit", afirmou a secretária, ao ser questionada sobre a diferença entre a meta e o resultado verificado.

Ao analisar o comportamento das contas públicas no ano passado, Vescovi afirmou que houve dois períodos bastante diferentes: janeiro a julho e agosto até dezembro.

Nos primeiros sete meses do ano, explicou, a arrecadação veio R$ 48,6 bilhões abaixo do esperado, e a avaliação era de que receitas extraordinárias, como leilões de hidrelétricas, podiam não ocorrer.

"A partir de agosto, quando houve a ampliação da meta, houve recuperação de receitas, e os leilões ocorreram até com ágio em alguns casso", disse. "Além disso, todos os órgãos fizeram um esforço para contenção de gastos".

Em outras palavras, quando a arrecadação começou a reagir, o que permitiria aumentar as despesas, não houve tempo para a apresentação de projetos que permitissem a execução de recursos.

"Isso ocorre todos os anos, mas como houve melhora da receita mais concentrada no final do ano, e a execução depende de projetos que levam tempo, isso leva a um compasso mais gradual de execução", disse. "Houve uma defasagem entre as programações financeiras e a própria execução".

 

PREVIDÊNCIA

Os dados do Tesouro mostram que a receita líquida somou R$ 1,154 trilhão no ano passado, um aumento de 2,5% em relação a 2016. Já as despesas totalizaram R$ 1,279 trilhão, queda de 1% na comparação com o ano retrasado.

O desempenho das contas vem sendo influenciado pelo resultado da Previdência.

No ano passado, o deficit do Regime Geral de Previdência Social somou R$ 182,4 bilhões, montante 18% maior do que o registrado em 2016.

No mesmo período, o Tesouro Nacional e o Banco Central tiveram um superavit de R$ 59 bilhões, melhor resultado desde 2013.

Últimas

RSS
  1. Como será São Paulo em 2018

    Doria elogia gestão Temer e defende privatizações

    O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) distribuiu elogios nesta terça (30) ao presidente Michel...

    30/01/2018 11h59
  2. SAO PAULO, SP, 04.04.2017: ESPECIAIS-ESPECIAL MORAR PERDIZES - Vista da sacada de apartamento na rua Cayowaa, bairro de Perdizes, durante a tarde desta terca feira. (Nelson Antoine/Folhapress, ESPECIAIS) ***EXCLUSIVO FOLHA***

    Crédito para compra de imóvel cai 7,4% em 2017

    Depois de desabar 38,3% em 2016, o crédito para aquisição e construção de imóveis diminuiu o ritmo...

    30/01/2018 10h50
  3. Ilan Goldfajn, presidente do BC: lucro com reservas internacionais ajudava governo

    Reforma da Previdência ajudará a reduzir juros, diz presidente do BC

    A reforma da Previdência é fundamental para o equilíbrio da economia, com consequências favoráveis...

    30/01/2018 10h19
  4. Ações da Cesp disparam após secretário estadual falar sobre eventual privatização

    Governo de São Paulo retoma privatização da Cesp

    Paralisada desde setembro de 2017, a privatização da Cesp (Companhia Energética de São Paulo) foi...

    30/01/2018 09h33
  5. Fábrica de lácteos da Itambé

    Cade aprova compra da Itambé pelo grupo francês Lactalis

    A compra da Itambé pela francesa Lactalis foi aprovada sem restrições pela superintendência-geral...

    30/01/2018 09h05
  6. De grão em grão: Essa dica vai te salvar a aposentadoria

    De grão em grão: Essa dica vai te salvar a aposentadoria

    A célebre lição do escritor americano e ganhador do prêmio Pulitzer, Tennesse Williams, se adequa...

    30/01/2018 07h00
  7. BRASILIA, DF, BRASIL, 15-12-2017, 15h: Michel Temer, Presidente da República, promove nesta sexta-feira, 15 de Dezembro, a cerimonia de posse do Carlos Marun como o novo Ministro de Secretaria de Governo, com a presença de Antônio Imbassahy, Ex Ministro da Secretaria do Governo, e Eliseu Padilha, Ministro da Casa Civil, Cerimonia Realizada no Palácio do Planalto. (Foto: Mateus Bonomi/Folhapress, PODER)

    Para secretária do Tesouro, não há o que comemorar

    O governo teve despesas R$ 50 bilhões menores do que o previsto na regra do teto no ano passado, o...

    30/01/2018 02h00
  8. Banco do Brasil tem lucro líquido de R$ 3 bilhões no quarto trimestre de 2014 notas de real | fotos públicas

    Prazo para adesão ao Simples acaba amanhã

    O aumento no teto do Simples Nacional amplia a abrangência do programa, mas outras mudanças no...

    30/01/2018 02h00
  9. ORG XMIT: 390301_1.tif Pedestres caminham próximo à entrada principal do prédio que é a sede do BNDES, no centro do Rio de Janeiro (RJ). (Rio de Janeiro (RJ), 08.11.2008. Foto: Rafael Andrade/Folhapress)

    Distância do país para cobrir 'regra de ouro' fica maior em 2018

    O Tesouro informou nesta segunda-feira (26) que, devido à revisão de índices de preço usados para o...

    30/01/2018 02h00
  10. RECIFE (PE), 02.07.2016 - Cédula de R$ 2,00 (dois reais). Foto: Diego Herculano/Folhapress

    Corte nos investimentos e receitas extras reduzem deficit do governo

    O governo anunciou nesta segunda (29) um deficit primário (que exclui pagamento de juros) de R$...

    30/01/2018 02h00
Publicidade
Publicidade
  1. 30/01/2018
    1. 02h00Mercado Aberto: Ganho de conselheiro aumenta 15,5% em 3 anos e chega a até R$ 8,7 milhões
    2. 02h00Por quê? Economês em bom português: Como ler os dados sobre criação de emprego?
    3. 02h00Vaivém das Commodities: Aumento na produção de laranja dá sustentação ao emprego no setor
    4. 02h00Nizan Guanaes: Vamos pegar 2018 em nossas mãos e fazer dele um ano de virada
    5. 02h00Cai participação social em questões orçamentárias no Brasil, diz estudo
  2. 29/01/2018
    1. 20h36Dona da Adria compra Piraquê por R$ 1,55 bilhão
    2. 20h32Autoconhecimento é vital para finanças equilibradas, diz consultora
    3. 20h27É hora de avaliar hábitos e projetos para atingir metas financeiras de 2018
    4. 18h36Bolsa cai com realização de lucros e perde os 85 mil pontos; dólar tem alta
    5. 16h39Comissão aplica 'censura ética' a ex-ministro e ex-vice-presidente da Caixa
    6. 15h51Rombo do governo vem R$ 34,6 bi menor do que a meta em 2017
    7. 15h22George Soros diz que Facebook e Google estão condenados
    8. 14h53Em crise, governo mineiro vai vender parte da Codemig
    9. 14h44Com nova regra, juro do rotativo cai de quase 500% para 334% ao ano em 2017
    10. 12h58Petrobras prepara novos contratos de gasolina e diesel para ganhar mercado
    11. 12h12Boom de petróleo confere vantagens aos EUA, na diplomacia e na energia
    12. 12h06Consórcio que Prefeitura de SP tenta barrar oferece menor preço em PPP da iluminação
    13. 11h21Para Temer, indicações da base aliada para Caixa não configuram crime
    14. 11h12Montadoras incluíram humanos em testes de poluição, diz jornal
    15. 11h04Montadoras usaram macacos em teste de poluição com Fusca adulterado
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
Publicidade

folhainvest

Ao vivo: acompanhe a movimentação do mercado financeiro no liveblog

Colunas

  1. Mercado AbertoMercado Aberto

    Desoneração da folha
    não tem efeito, diz Ipea

  2. Vaivém das CommoditiesVaivém das Commodities

    Alta na produção de laranja dá sustentação ao emprego

  3. Nizan GuanaesNizan Guanaes

    Vamos pegar 2018 nas mãos e fazer dele um ano de virada

Fique ligado

Receita Federal

MEI vai poder abrir e encerrar conta por meio eletrônico

reajustes

Benefícios do INSS sobem 2,07% e teto vai a R$ 5.645; veja o que muda

 Valdecir Galor/SMCS benefício

Veja datas de saque do PIS/Pasep para quem tem mais de 60 anos

veículos

SP deixa de notificar IPVA por carta; saiba como consultar

intel

Tire dúvidas sobre falha que afeta quase todos os PCs e celulares

 Hamad I Mohammed/Reuters reconheceu lentidão

Apple dá desconto de R$ 300 na troca de bateria do iPhone

 Jardiel Carvalho/Folhapress pacotes

Entra em vigor exigência de nota fiscal em encomendas; entenda

Publicidade

Estúdio Folha

 

Blogs

  1. De grão em grãoDe grão em grão

    Gestor afirma que ações devem subir

  2. Plano de NegóciosPlano de Negócios

    Empresas da periferia de SP terão programa de aceleração

Indicadores

Cotação dos índices econômicos

Atualizado em 30/01/2018 Fonte: CMA
Bovespa -0,55% 84.236 (11h43)
Dolar Com. -0,12% R$ 3,1620 (11h43)
Euro 0,00% R$ 3,91030 (11h30)

Calculadoras

Aplicativo Uber próximo a uma placa de taxi Kai Pfaffenbach - 15.set.2014/Reuters Economize

Carro, táxi, Uber ou Zazcar: veja o que vale a pena para o seu bolso

Cédulas de real Marcos Santos/USP Imagens investimentos

Calculadora da fortuna: confira quais aplicações financeiras rendem mais

redes sociais

Em Mercado

  1. 1

    George Soros diz que Facebook e Google estão condenados

  2. 2

    Crédito para compra de imóvel cai 7,4% em 2017

  3. 3

    Cade aprova compra da Itambé pelo grupo francês Lactalis

  4. 4

    Governo de São Paulo retoma privatização da Cesp

  5. 5

    Reforma da Previdência ajudará a reduzir juros, diz presidente do BC

Veja a versão digital da Folha

Experimente a edição digital

Capa

Envie sua notícia

Siga a folha

Publicidade Carnaval de Ofertas

Livraria da Folha

Giallo - Vol. 4 (DVD)
Vários
Por: R$ 49,90
Comprar
As 7 Linguagens Do Dinheiro
Tommy Brown
Por: R$ 29,90
Comprar
Trabalhe 4 Horas Por Semana
Timothy Ferriss
De: R$ 49,90
Por: R$ 42,90
Comprar
Educando Seu Bolso
Daniel Meinberg, Ewerton Veloso, Frederico Torres
De: R$ 37,90
Por: R$ 35,90
Comprar
 

 

Livraria da Folha


voltar