18/12/2017 - 10:38 | Economia

Bitcoin tem alta de 1.751% no ano, e discussão sobre bolha ganha força

Bitcoin tem alta de 1.751% no ano, e discussão sobre bolha ganha força

Bitcoin tem alta de 1.751% no ano, e discussão sobre bolha ganha força

  Karen Bleier/AFP  
Empresa arrecada US$ 118 mi com oferta de moeda virtual para financiar celular baseado em blockchain
Moeda virtual acumula alta de 1.751% em 2017

NATÁLIA PORTINARI
DANIELLE BRANT
DE SÃO PAULO

18/12/2017 02h00

 
 

Será que o bitcoin, que acumula alta neste ano de 1.751%, está seguindo o mesmo caminho de uma bolha como a da internet dos anos 2000? Essa é uma discussão que ganhou força nas últimas semanas e gera reações apaixonadas.

Se os entusiastas pela moeda virtual defendem com unhas e dentes a solidez do ativo, uma parcela do mercado financeiro se questiona até que ponto essa onda é baseada em fatos reais.

Para seus defensores, os sucessivos recordes dos últimos meses (ele valia US$ 17.630 na sexta, 15) se deve à confiança de que o bitcoin será usado como moeda no futuro.

Os detratores, por outro lado, não veem perspectivas que sustentem essa demanda e associam o processo especulativo ao de uma bolha, como a do "ponto.com", quando empresas de internet com faturamento pequeno logo passaram a ser avaliadas em bilhões de dólares na Bolsa.

O primeiro grupo vê a valorização do bitcoin como natural dentro de um contexto de oferta e demanda. Há um número limitado de moedas que podem ser produzidas e uma procura crescente por quem acredita no bitcoin.

"É um ativo que está chamando a atenção e que, no médio e longo prazo, vai continuar se valorizando", diz Paschoal Baptista, sócio da consultoria Deloitte.

Outro fator que valida a defesa do bitcoin é a entrada de Bolsas de renome nos Estados Unidos nesse mercado.

  Editoria de Arte/Folhapress  
A BOLHA E A MOEDABitcoin se valorizou muito mais em um ano que a Bolsa Nasdaq nos 12 meses antes do estouro da bolha da internet
 

A maior Bolsa de opções dos EUA, a Cboe, já lançou contratos futuros atrelados à moeda, e o mesmo caminho será seguido nesta semana pela Bolsa de Chicago, a maior de derivativos do mundo.

"Esse movimento é interessante, porque coloca o selo de uma Bolsa respeitada. Até hoje, o bitcoin, que já tem dez anos, era uma coisa muito incipiente. Agora, potencialmente, você atrai investidores institucionais, como fundos", afirma Frederic De Mariz, diretor do UBS Brasil.

Para Guilherme Vitolo, gerente da consultoria Ernst Young, a formação da cotação do bitcoin deve se tornar mais previsível, mas isso não significa que os preços ficarão mais estáveis.

"Se os contratos forem usados para proteção, tendem a ter sucesso. Mas darão uma volatilidade ainda maior."

É BOLHA?

Mas já há especialistas que veem a formação de uma bolha. "Eu entendo como uma bolha sim, porque uma hora estoura. Não passa de meio especulativo", diz Adilson Ernesto Silva, sócio da consultoria Mazars Cabrera.

Para ele, depois que o preço da moeda digital se ajustar, ela continuará existindo, mas pode perder interesse para o especulador. "Vão achar outro ativo para especular."

Ricardo Rocha, professor do Insper, é da mesma opinião. "Nos Estados Unidos, especula-se até com opções sobre o bacon. Se está mais frio, o americano compra mais bacon. Então por que não pode ter opções sobre o bitcoin?"

Nos EUA, o jornal "The Wall Street Journal" entrevistou neste mês 53 economistas e 51 deles disseram que a moeda vive uma bolha especulativa.

Aqui como lá o tema não é consenso, e muita gente é reticente sobre se é bolha.

"Você precisa ter uma referência de preços. No mercado de ações, há um parâmetro para o valor dos ativos. No bitcoin, não temos essa referência, mas não dá para dizer que é bolha", diz Ricardo Rochman, coordenador do mestrado em economia da FGV.

"Há essa variação de preços porque, aos poucos, [o ativo] está caindo no conhecimento do povo", afirma.

Na economia, uma bolha é caracterizada por uma alta generalizada gerada por excesso de confiança, e uma posterior queda dos preços. Na crise do "ponto.com", o índice da Bolsa de tecnologia Nasdaq subiu 1.280% entre
o início de 1995 e março de 2000, antes do estouro. Depois, em um mês, caiu 17,5%.

"O bitcoin não é a bolha, é a agulha que vai furar o sistema tradicional", diz Rudá Pellini, sócio da plataforma de investimento Wise&Trust.

Ele ressalta que na bolha da internet os sobreviventes (empresas como Amazon e eBay) se transformaram em gigantes. "Não são todas as criptomoedas que vão sobreviver, só as mais fortes."

REGULAÇÃO

A regulação poderia proteger o usuário que compra moedas digitais, em especial o leigo, na avaliação de Frederic De Mariz, diretor de análise de empresas financeiras do UBS Brasil.

"Quanto maior a inovação e seu poder de disrupção, maior tem que ser a regulação. Hoje, sem regras, não há a quem recorrer em caso de problema."

Na semana passada, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse que comprar bitcoin é operação de risco, mas o órgão não restringiu negociações. "É a típica bolha, pirâmide, em algum momento vai subir e depois voltar", declarou.

No esquema de pirâmide, usuários são remunerados ao atrair novas pessoas. Não é o que acontece na compra de bitcoin. No entanto, especialistas interpretam que o efeito manada, ou seja, novos investidores entrando em busca de ganho, seria comparável.

Para Adilson Ernesto Silva, da consultoria Mazars Cabrera, há omissão do Banco Central. "A regulação seria a única coisa que eliminaria a especulação em torno do bitcoin. Só vai fortalecer a moeda no futuro", afirma.

Em tese, porém, a regulação vai contra os princípios fundamentais da moeda, que foi criada com o registro descentralizado e de código aberto, com validação colaborativa.

Mas nada impede que governos criem suas próprias criptomoedas, como é o caso da Venezuela, que, em crise e sob sanções dos EUA, vai lançar a petro, lastreada pelas reservas de petróleo, gás e óleo.

Na Holanda, o banco central criou há dois anos a sua própria moeda digital, mas ela circula apenas internamente na instituição, como uma forma de aprendizado.

 
 
 

Livraria da Folha

O Que os Donos do Poder Não Querem Que Você Saiba
Eduardo Moreira
De: R$ 24,00
Por: R$ 16,90
Comprar
Trabalhe 4 Horas Por Semana
Timothy Ferriss
De: R$ 49,90
Por: R$ 37,80
Comprar

 

Últimas

RSS

  1. Mundo dos ativos digitais vai além do bitcoin e tem perigos para investidores

    Qual criptomoeda é segura, qual mais valorizou e qual é pirâmide?

    Criptomoedas são ativos digitais. Da mesma forma que alguém troca ouro, selos ou tulipas, é...

    18/12/2017 11h21
  2. A companhia de energia italiana Enel inaugurou nesta terça (28) o maior parque de geração de energia solar do país, com capacidade instalada de 292 megawatts (MW), energia suficiente para abastecer cerca de 300 mil residências.

    Usinas solares predominam em leilão de energia nesta segunda

    O leilão de energia A-4 realizado pelo governo federal nesta segunda-feira (18) fechou a...

    18/12/2017 11h00
  3. Distribuidoras da Eletrobras

    Eletrobras reduz investimento em 45% em Plano de Negócios 2018-2022

    A Eletrobras aprovou um novo Plano Diretor de Negócios e Gestão para entre 2018 e 2022 que prevê...

    18/12/2017 10h02
  4. Plataforma P-51 da Petrobras, no campo de Marlin Sul, na bacia de Campos, Rio de Janeiro. ***Petroleo Brasileiro SA's P-51 oil platform stands in the Marlim Sul field, at the Campos Basin, about 150 kilometers off the coast of the state of Rio de Janeiro, Brazil, on Friday, July 15, 2011. Brazil’s oil reserves, including recent discoveries in deep waters of the Atlantic Ocean, are of a similar size to those found in the North Sea, said an exploration official at Petroleo Brasileiro SA (Petrobras). Photographer: Rich Press/Bloomberg ***DIREITOS RESERVADOS. NÃO PUBLICAR SEM AUTORIZAÇÃO DO DETENTOR DOS DIREITOS AUTORAIS E DE IMAGEM*** *** FOTO EM ARTE E NÃO INDEXADA ***

    Petrobras vende 25% de campo de petróleo a norueguesa por US$ 2,9 bi

    A Petrobras anunciou nesta segunda (18) a venda de 25% do campo de Roncador, na Bacia de Campos, à...

    18/12/2017 09h47
  5. Reforma da Previdência e os principais pontos

    Apesar de adiamento da Previdência, mercado projeta alta maior do PIB

    O adiamento da votação da reforma da Previdência no Congresso para fevereiro, anunciado na quarta...

    18/12/2017 09h41
  6. PIB do 3º trimestre

    Com alta de 0,29%, economia do Brasil cresce acima do esperado em outubro

    A economia brasileira cresceu acima do esperado em outubro, mês de forte recuperação do varejo e da...

    18/12/2017 09h19
  7. Destaques de dezembro em Mercado Aberto

    Mercado Aberto: Acionista da Oi tenta suspender assembleia

    O fundo Société Mondiale, de investimentos do acionista Nelson Tanure na Oi, e a Pharol vão fazer...

    18/12/2017 02h30
  8. Empresa arrecada US$ 118 mi com oferta de moeda virtual para financiar celular baseado em blockchain

    Ronaldo Lemos: Bitcoin é o preço da desconfiança

    Há uma forma de entender por que o preço do bitcoin vem explodindo: é só pensar na criptomoeda como...

    18/12/2017 02h00
  9. PIB do 3º trimestre

    Alexandre Schwartsman: TRÉPLICA: Barbosa é incapaz de aprender com seus erros

    Nelson Barbosa ficou chateado com minha última coluna.

    18/12/2017 02h00
  10. Notas de Real

    Marcia Dessen: Quanto vale 110% do CDI?

    A internet trouxe acesso fácil a muita informação, coisas boas e ruins, certas e erradas. No...

    18/12/2017 02h00
Publicidade
Publicidade
Publicidade

folhainvest

Ao vivo: acompanhe a movimentação do mercado financeiro no liveblog

Colunas

  1. Vinicius Torres FreireVinicius Torres Freire

    Lula e os pobres na
    eleição bananeira

  2. Alexandre SchwartsmanAlexandre Schwartsman

    Barbosa é incapaz de
    aprender com seus erros

  3. Mercado AbertoMercado Aberto

    Acionista da Oi tenta suspender assembleia

Estúdio Folha

 
Publicidade

Blogs

  1. De grão em grãoDe grão em grão

    Cinco dicas para investimentos em Fundos Imobiliários

  2. Plano de NegóciosPlano de Negócios

    Governo levará 60 start-ups ao exterior por ano

Indicadores

Cotação dos índices econômicos

Atualizado em 18/12/2017 Fonte: CMA
Bovespa +0,46% 72.949 (10h54)
Dolar Com. -0,72% R$ 3,2840 (10h53)
Euro 0,00% R$ 3,90850 (10h30)

Calculadoras

Aplicativo Uber próximo a uma placa de taxi Kai Pfaffenbach - 15.set.2014/Reuters Economize

Carro, táxi, Uber ou Zazcar: veja o que vale a pena para o seu bolso

Cédulas de real Marcos Santos/USP Imagens investimentos

Calculadora da fortuna: confira quais aplicações financeiras rendem mais

redes sociais

Em Mercado

  1. 1

    Com votação de reforma só em 2018, governo esvazia 'pacote de bondades'

  2. 2

    Bitcoin tem alta de 1.751% no ano, e discussão sobre bolha ganha força

  3. 3

    Faculdades preparam demissões após corte em massa da Estácio

  4. 4

    Plataformas para organizar eventos de pequeno porte crescem na rede

  5. 5

    Veja o que ainda pode ser feito para abater o Imposto de Renda

Veja a versão digital da Folha

Experimente a edição digital

Capa

Envie sua notícia

Siga a folha


voltar