27/11/2017 - 13:55 | Economia

Receita divulga regras sobre contribuição ao INSS de trabalhador que ganha menos que o mínimo

Trabalhador terá que pagar 8% sobre a diferença entre a remuneração recebida e o valor do salário mínimo. Recolhimento deverá ser feito até o dia 20 do mês seguinte ao da prestação do

A Secretaria da Receita Federal divulgou nesta segunda-feira (27) as regras para que os trabalhadores complementem a contribuição previdenciária caso recebam menos de um salário mínimo em um determinado mês.

Essa medida é necessária porque a nova lei trabalhista, sancionada neste ano pelo presidente Michel Temer, criou a figura do trabalhador intermitente, que pode ser chamado para exercer funções ou prestar serviços de forma esporádica.

 
Receita divulga regra de contribuição para trabalhador que ganha menos que salário mínimo

Receita divulga regra de contribuição para trabalhador que ganha menos que salário mínimo

Nessa situação, o trabalhador, mesmo que registrado, pode vir a receber remuneração inferior a um salário mínimo em um determinado mês. Se isso acontecer, a contribuição previdenciária dele seria menor que a necessária para que esse mês seja considerado na conta do tempo para requerer a aposentadoria no futuro.

Com o ato declaratório da Receita, portanto, o trabalhador vai poder pagar, do próprio bolso, a diferença para que a contribuição chegue, pelo menos, ao valor referente a um salário mínimo. Assim, aquele mês entrará na conta do tempo para requerer a aposentadoria.

O que será preciso fazer?

Segundo a Receita Federal, a Medida Provisória 808, de 2017, estabeleceu essa previsão e criou para o segurado empregado a possibilidade de complementação da contribuição até o valor relativo ao salário mínimo, especificando que a alíquota aplicada será a mesma da contribuição do trabalhador retida pela empresa.

"Todavia, a referida MP não fixou a data de vencimento dessa contribuição, nem deixou claro qual seria a alíquota aplicada", acrescentou o Fisco.

 O ato declaratório da Receita Federal estabelece que o valor pago será calculado mediante aplicação da alíquota de 8% sobre a diferença entre a remuneração recebida e o valor do salário mínimo mensal;
 
 
  • O recolhimento da contribuição previdenciária deverá ser efetuado pelo próprio segurado até o dia 20 do mês seguinte ao da prestação do serviço.

"Não será computado como tempo de contribuição para fins previdenciários, inclusive para manutenção da condição de segurado do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) e cumprimento de prazo de carência para concessão de benefícios previdenciários, o mês em que a remuneração recebida pelo segurado tenha sido inferior ao salário mínimo mensal e não tenha sido efetuado o recolhimento da contribuição previdenciária complementar", diz a Receita Federal.

 
Temer assina MP que faz ajustes na reforma trabalhista

Temer assina MP que faz ajustes na reforma trabalhista

345
comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

 
 

recentes

populares

  • Manoel Messias
     
    há 44 minutos

    no mês que ganhar mas, compensa o mês que ganhar menos ou estou errado?

     
  • Abdo Orra
     
    há uma hora

    mês que ganha mais? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

     
    •  
     
 
MAIS DO G1
Blog da Cristiana Lôbo

Tasso e Perillo abrem mão e Alckmin deve assumir presidência do PSDB

ao vivoVestibular

ASSISTA: Professores resolvem as 10 questões mais difíceis da Fuvest

Foto: (Celso Tavares/G1)
Ministro do STF

STF não deveria ser juiz de 'autoridades encrencadas', diz Barroso

Saúde do presidente

Temer deixa hospital em SP após tratar obstrução de artérias

Médico recomendou 'agenda um pouco mais leve' ao presidente.

Temer deixa hospital em SP após tratar obstrução de artérias

2 min

 
Ex-governador preso

Cabral perguntou se promotora procurava fuzil ou crack em cela

Cabral perguntou se promotora procurava fuzil ou crack em cela

4 min

 
Ex-governador preso

'Quase impossível', dizem agentes sobre invasão à cela de Garotinho

5 servidores prestaram depoimento hoje; ex-governador alega ter sido agredido.

'Quase impossível', dizem agentes sobre invasão à cela de Garotinho

1 min

 
Rio de Janeiro

Delação cita R$ 1 milhão em propina para secretário do RJ

Segundo documento, esquema continuou na gestão de Pezão.

Delação cita R$ 1 milhão em propina para secretário do RJ

4 min

 
Rio de Janeiro

'Não vai ficar impune', diz Gagliasso após registrar ofensa contra Titi

Ator registrou queixa contra mulher que publicou vídeo na internet com ofensas.

'Não vai ficar impune', diz Gagliasso após registrar ofensa contra Titi

2 min

 
Realeza britânica

Príncipe Harry aparece com a noiva após anunciar casamento

Príncipe Harry aparece com a noiva após anunciar casamento

3 min

 

voltar