31/10/2017 - 14:24 | Economia

O que é PIB?

O que é PIB?

O que é PIB?

FÁBIO TERRA

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

PIB ou Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos em país em um período de tempo.

O PIB é a riqueza que o capital, máquinas, equipamentos e trabalhadores criaram na forma produtos da agricultura, indústria e serviços.

Quando os jornais dizem: "o PIB do Brasil cresceu 0,1% em 2014", eles estão dizendo que em 2014 a produção de riqueza foi 0,1% maior que 2013. Esse percentual do PIB é, na verdade, a comparação do montante calculado em moeda, descontando-se a inflação.

Assim, calcula-se o crescimento real da riqueza e não apenas aumento de preços.

O PIB não é todo do governo, dos empresários ou trabalhadores. Ele é distribuído de forma direta, o que envolve os empresários e os trabalhadores que participam da produção, ou indireta, como no caso do governo, que não participa da produção.

A parte que vai para as mãos de empresários, trabalhadores, governo, é a renda, ou seja, uma parcela do que foi produzido. Então, tudo o que é produzido rende algo para alguém que é empregado na criação deste produto, com exceção dos impostos, que não são empregados, mas impostos.

Por isso, sempre que você ouvir que o Brasil precisa crescer, saiba que isto quer dizer que o país precisa produzir mais e aumentar seu PIB.

Para isso, necessita-se empregar mais pessoas e capital para viabilizar o aumento da produção. Mais pessoas e capital empregados significa mais PIB distribuído como renda para os que trabalharam para expandir a produção. Daí a velha vontade de todos os candidatos a cargos políticos: fazer o país crescer para gerar mais emprego e seu resultado, a renda.

Contudo, parte da riqueza é gerada por meios de produção estrangeiros e, assim, eles enviam a renda que recebem aos seus países de origem.

Do mesmo jeito, fatores de produção brasileiros produzem no resto do mundo e enviam seus ganhos para cá.

Caso se descontem do PIB as rendas enviada e recebida do exterior, subtraindo do PIB a primeira e somando a ele a segunda, tem-se outro conceito, o PNB, produto nacional (pois usaram-se fatores de produção nacionais, onde quer que seja feita a produção) bruto.

Caso se retire a depreciação do estoque de riqueza do país, temos o PIL, Produto Interno Líquido.

Quando divide-se o PIB pela população, temos outro indicador, o PIB ou renda per capita, que apresenta, ainda que de forma pouco realista, a parte do PIB de cada cidadão, caso todos recebessem a mesma renda.

Se a população tivesse o mesmo nível de educação e as mesmas oportunidades, ela deveria ter renda próxima à per capita.

O problema é que não existe um fermento que faça o bolo (produto) crescer automaticamente. O crescimento do PIB depende tanto da mistura de ingredientes, quanto do forno e das mãos dos cozinheiros. Isto é, o cenário econômico de um país, sua história, seu cenário político, seu nível educacional, bem como o cenário internacional, possibilitam ou atrapalham o ritmo de crescimento do PIB.


voltar