05/08/2014 - 16:09 | Política

Renan criará sindicância para investigar fraude na CPI da Petrobras

Renan criará sindicância para investigar fraude na CPI da Petrobras

Renan criará sindicância para investigar fraude na CPI da Petrobras

DA REDAÇÃO 05/08/2014 14h35 
 
foto
Foto: Divulgação
Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL)

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou nesta terça-feira (5) que vai criar uma comissão de sindicância para investigar denúncia de que representantes da Petrobras receberam com antecedência o "gabarito" com perguntas que seriam feitas na CPI da Petrobras no Senado.

Segundo publicado pela revista "Veja", o candidato a governo de Mato Grosso do Sul,Delcídio do Amaral, do PT, estaria envolvido no envio das perguntas que seriam feitas a Nestor Cerveró (ex-diretor da Petrobrás) e Graça Foster (atual presidente).

A instalação ocorre a pedido do presidente da CPI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB). O colegiado será instalado ainda nesta terça-feira e terá 90 dias para apurar as denúncias apresentadas pela revista “Veja”.

“Estamos atendendo ao pedido do senador Vital do Rego e determinando a constituição de uma comissão de sindicância para esclarecermos todos os fatos e estabelecermos responsabilidade a quem as tenha”, declarou Renan Calheiros.

 

Renan ainda disse que considera “muito graves” as denúncias sobre suposta fraude na CPI, mas afirmou que os trabalhos da CPI devem continuar mesmo assim. "Não precisa suspender [a CPI], precisamos apurar absolutamente tudo que foi denunciado e apurar as responsabilidades de quem as tenha", disse.

Mais cedo, Vital do Rêgo disse que também pediu à Polícia Federal para investigar a denúncia.

Integrante da CPI, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) disse não saber que as perguntas haviam sido enviadas aos depoentes com antecedência e cobrou esclarecimentos do relator, José Pimentel (PT-CE).

"Como membro da CPI, tenho recebido as perguntas do relator, que desde o início optou por esse método, de ele mesmo monopolizar todos os questionamentos, nós os senadores temos recebido na hora, então é necessário que haja um esclarecimento, sobretudo do nosso relator", afirmou Vanessa.

Reportagem da revista "Veja" afirma que a presidente da Petrobras, Graça Foster, o ex-presidente da estatal Sérgio Gabrielli e o ex-diretor da estatal Nestor Cerveró receberam antecipadamente as perguntas que responderiam na CPI do Senado.

Em nota, Pimentel negou que tenha repassado as perguntas aos integrantes da Petrobras, mas admite que elaborou uma lista comum de questionamentos para serem feitos aos depoentes.

Com informações do G1 e Folhapress.


voltar